Ligação 5: Via Algarviana (Marmelete) a Aljezur - 18,60 km
O trilho parte da serra até perto do mar, na Costa Vicentina. Atravessa paisagens inesquecíveis de cumes com vistas amplas e vales verdejantes de ribeiras.
Ligação 5: Via Algarviana (Marmelete) a Aljezur - 18,60 km
Localização
Algarve, nos concelhos de Monchique e Aljezur
Acessos (de Carro)
Vindo pela EN 125 ou Via do Infante A22, seguir em direção a Monchique e depois Marmelete
Ponto de Partida
Ponto de Chegada
Mercado de Aljezur
Tipo de Percurso
Derivação da GR13, linear, generalista
Localização
Algarve, nos concelhos de Monchique e Aljezur
Acessos (de Carro)
Vindo pela EN 125 ou Via do Infante A22, seguir em direção a Monchique e depois Marmelete
Ponto de Partida
Ponto de Chegada
Mercado de Aljezur
Tipo de Percurso
Derivação da GR13, linear, generalista
Grau De Dificuldade
III - Algo Difícil
Altitude Mínima
8 m (no ponto de chegada)
Altitude Máxima
394 m
Disponibilidade De Água
Sim
Mercearias Locais
Sim
Extensão
18,60 km
Duração
5h (aprox.)
Subida Acumulada
364 m
Descida Acumulada
742 m
Grau De Dificuldade
III - Algo Difícil
Altitude Mínima
8 m (no ponto de chegada)
Altitude Máxima
394 m
Disponibilidade De Água
Sim
Mercearias Locais
Sim
Extensão
18,60 km
Duração
5h (aprox.)
Subida Acumulada
364 m
Descida Acumulada
742 m
Descrição do itinerário

Esta ligação da Via Algarviana parte da Igreja da Nossa Senhora da Encarnação, em Marmelete. Neste mesmo ponto começa também a pequena rota PR6 MCQ - Percurso Pedestre de Marmelete, cujo trajeto partilhamos durante cerca de 250 m. A Ligação 5 segue depois para a esquerda e a pequena rota para a direita. O setor 12 da GR13 - Via Algarviana também partilha o nosso caminho desde a Igreja, durante cerca de 2 km: atravessa connosco a povoação de Marmelete, seguindo depois pela estrada nacional 267, que vai para Aljezur. É na estrada nacional 267 que os dois se separam: enquanto a GR13 – Via Algarviana segue em frente, a nossa Ligação 5 vira à direita, continuando por um pequeno caminho de terra batida que cruza um eucaliptal, onde se encontram placas de madeira a indicar: Nevada / Rocha/ Espigão.

Aí, descemos em direção à Ribeira da Cerca, rodeados por uma deliciosa paisagem. Nesta parte do percurso há muitos medronheiros, mas chegando à zona da ribeira destaque para a vegetação ripícola (vegetação existente nas margens). É o local ideal para uma paragem, pela sua sombra refrescante. O percurso continua a acompanhar a ribeira. A paisagem é marcada pela esteva (Cistus ladanifer) e por alguns sobreiros resistentes. Atravessamos mais uma vez a Ribeira da Cerca e uns metros mais à frente entramos no concelho de Aljezur.

Chegando à Cascalheira, atravessamos pela última vez a Ribeira da Cerca. Há uma ponte, caso o caudal não permita transpô-la a pé. Este é mais um local fresco e perfeito para uma pausa e para merendar. 

Depois do Moinho do Bispo, tomamos um caminho à direita que segue para norte. A partir daqui, o relevo acentuado torna o percurso mais exigente. Passamos muito próximo de Alcaria e, chegando ao marco geodésico do Corvo, já conseguimos ver Aljezur e toda a área envolvente. Olhando para trás, avista-se a Fóia, o ponto mais alto do Algarve (902m). Páre um momento, inspire fundo e aprecie a paisagem.

Aljezur aproxima-se e brevemente entramos na vila. Vai passar por ruas antigas que lhe permite embrenhar-se por esta apaixonante vila. Sugerimos que suba até à Igreja e pare para se deslumbrar com a vista para o Castelo de Aljezur. 

A partir daqui o caminho é ladeado por hortas bem arranjadas que nos lembram que estamos a chegar junto à Ribeira de Aljezur, perto do mercado, o ponto de chegada desta ligação. 

O que pode ver?

» PATRIMÓNIO HISTÓRICO, ARQUEOLÓGICO E RELIGIOSO

Marmelete

  • A Santinha; 
  • Capela de Santo António (Século XVIII);
  • Casa do Medronho;
  • Fontanário; 
  • Fonte Velha ou Fonte dos Namorados (1926);
  • Igreja da Nossa Senhora da Encarnação (Século XVII).

Aljezur

  • Arqueossítio Silos da Barrada (37°19'13.0"N 8°47'47.1"W)
  • Casa - Museu Pintor José Cercas;
  • Castelo: classificado como Imóvel de Interesse Público, foi edificado no século X pelos árabes com o objetivo de controlar um porto fluvial há muito assoreado. Foi o último castelo islâmico a ser conquistado pelos cristãos no Algarve, em 1249, no reinado de D. Afonso III. Esta conquista ficou a dever-se aos cavaleiros da Ordem de Santiago, comandados por D. Paio Peres Correia. Por trás das suas torres, redonda e quadrada, o castelo ainda tem uma cisterna com porta em arco, abobadada e de forma cúbica. O local onde está implantado parece ter sido ocupado, sucessiva e ininterruptamente, por vários povos.
  • Igreja da Misericórdia (Século XVI);
  • Igreja Matriz de Nossa Senhora da Alva ou Igreja Nova (Século XVIII);
  • Museu Antoniano;
  • Museu de Arte Sacra Monsenhor Manuel Francisco Pardal;
  • Museu Municipal.

 

» NATUREZA

Na zona de Marmelete a diversidade geológica é notória: encontramos os afloramentos de sienitos nefelínicos, caraterísticos da Serra de Monchique. Na região de Aljezur as arribas costeiras dominam a paisagem. Estas formações geológicas são formadas por vários tipos de rochas, que fazem parte do património natural, inserido no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

A vegetação é diversificada ao longo do percurso, com predominância para as estevas e urzes, que partilham o habitat com medronheiros, sobreiros e alguns pinheiros. Em alguns locais, como à saída de Marmelete, a vegetação natural foi substituída por eucaliptos.

 

» LOCAIS DE DESCANSO E APOIO AO LONGO DO PERCURSO

  • Não existem cafés ou outros espaços comerciais ao longo deste itinerário, apenas no início e no final do percurso, pelo que se aconselha a que planeie bem o percurso, levando consigo comida e água suficiente, tendo em conta a distância, condições atmosféricas e grau de dificuldade.


» MULTIBANCO

  • Marmelete;
  • Aljezur.
Contactos Úteis
  • Associação Almargem: (+351) 289 412 959
  • Associação Turismo do Algarve: (+351) 289 800 403
  • Associação Vicentina: (+351) 282 680 120
  • Bombeiros Voluntários de Aljezur: (+351) 282 998 258 / 282 990 140
  • Bombeiros Voluntários de Monchique: (+351) 282 910 000
  • Câmara Municipal de Aljezur: (+351) 282 990 010
  • Câmara Municipal de Monchique:(+351) 282 910 200
  • Centro de Saúde de Aljezur:(+351) 282 990 200
  • Extensão de Saúde de Marmelete: (+351) 282 955 136
  • GNR de Aljezur: (+351) 282 998 130 
  • GNR de Monchique: (+351) 282 912 629
  • Junta de Freguesia de Aljezur: (+351) 282 998 343
  • Junta de Freguesia de Marmelete: (+351) 282 955 121
  • Parque Natural SW Alentejano e Costa Vicentina: (+351) 283 322 735
  • Posto de Turismo de Aljezur: (+351) 282 998 229
  • Posto de Turismo de Monchique: (+351) 282 911 189
  • Em caso de emergência ligue: 112
  • Se detetar um incêndio ligue: 117

 

Mais informação?

Descarregue estes ficheiros. 
E boa caminhada!

Track GPX: Ligação 5 - Marmelete a Aljezur
Track KML: Ligação 5 - Marmelete a Aljezur