Setor 8 - Alte a São Bartolomeu de Messines - 20,60 km
Um trilho na típica paisagem rural do barrocal algarvio, com os seus pomares e hortas. As margens do Ribeiro Meirinho criam um corredor fresco e surpreendente.
Setor 8 - Alte a São Bartolomeu de Messines - 20,60 km
Ponto de Partida
Grau De Dificuldade
III - Algo Difícil
Altitude Mínima
68 m
Altitude Máxima
266 m
Disponibilidade De Água
Sim
Extensão
20,60 Km
Duração
5 h (aprox.)
Subida Acumulada
556 m
Descida Acumulada
641 m
Mercearias Locais
Sim
Ponto de Partida
Grau De Dificuldade
III - Algo Difícil
Altitude Mínima
68 m
Altitude Máxima
266 m
Disponibilidade De Água
Sim
Extensão
20,60 Km
Duração
5 h (aprox.)
Subida Acumulada
556 m
Descida Acumulada
641 m
Mercearias Locais
Sim
Descrição do itinerário

Partimos de Alte, uma das aldeias mais tradicionais do Algarve, com as suas casas caiadas de branco, os vasos de flores nas ruas estreitas de calçada e os típicos beirados e chaminés algarvias.

Tomando a direção do Sítio do Montinho, atravessa a aldeia e rapidamente entra na típica paisagem rural do barrocal algarvio, marcada por pomares de sequeiro com amendoeiras, alfarrobeiras e figueiras, bem como pequenas hortas e casario disperso.

Em Perna Seca, o percurso passa a trilho estreito. A vegetação adensa-se e em breve chegamos a uma pequena ribeira rica em vegetação ribeirinha, com freixos e loendros. Após a passagem pela ribeira, o percurso segue para a aldeia da Torre, onde o artesanato ainda é uma atividade importante. Daí segue para Norte, passando junto da Fonte Santa e ladeando pela direita o monte Rocha de Messines.

Segue ao longo do Barranco do Vale para logo subir até à Portela de Messines. Neste trajeto, a paisagem é rica em hortas e, por isso, vai encontrar vários tipos de engenhos hidráulicos (como noras, tanques e poços).

Caso percorra este setor na primavera, as suas narinas vão rapidamente aperceber-se do aroma doce da flor de laranjeira, vindo dum extenso pomar mesmo ao seu lado.

Um dos pontos altos deste setor é a passagem junto à margem do Ribeiro Meirinho. A vegetação ribeirinha, densa e vasta, cria uma paisagem surpreendente de sombra e frescura. 

Mesmo antes de chegar à vila de São Bartolomeu de Messines, passamos junto de um dos locais onde o lendário guerrilheiro Remexido se refugiou no passado.

São Bartolomeu de Messines fica praticamente no centro do Algarve. Muitas das casas datam do século XVII e ainda têm cantarias de pedra. A povoação fica no sopé da encosta sul do Cerro Penedo Grande, junto à Serra do Caldeirão, que integra uma parte considerável da freguesia.

 

O que pode ver?

» PATRIMÓNIO HISTÓRICO, ARQUEOLÓGICO E RELIGIOSO

  • Ermida de São Sebastião (Séc. XVIII);
  • Ermida de Nossa Senhora da Saúde (Séc. XVIII);
  • Igreja Matriz de São Bartolomeu de Messines (Séc. XVI);
  • Casa do Poeta João de Deus.

 

» NATUREZA

Este percurso atravessa o barrocal algarvio, região bastante rica em vegetação natural. Encontramos numerosas espécies aromáticas (tomilhos, rosmaninhos, funcho, alecrim, entre outras), de uso medicinal, e muitas outras de grande interesse conservacionista, como sejam as orquídeas ou os narcisos.

Na passagem pelas ribeiras, vale a pena estar atento às galerias ripícolas (vegetação existente nas margens), nomeadamente na Ribeira do Vale ou no Ribeiro Meirinho. Destaque para a palmeira-anã (Chamaerops humillis L.), a única palmeira nativa da Europa, cujas folhas, colhidas no verão e secas ao sol, são utilizadas para diversos trabalhos de empreita (como por exemplo, cestos, esteiras ou abanicos).

A geologia adquire particular interesse com o aparecimento do Grés de Silves, rocha de tom avermelhado escuro, que antigamente se usava na construção: era um recurso disponível e a sua cor dava aos edifícios um aspecto diferenciado. Podemos vê-la no Castelo de Silves e na Igreja Matriz de São Bartolomeu de Messines. Com ela também se faziam pedras de amolar, dando origem a uma pequena indústria na freguesia, hoje abandonada.

O imponente cerro do Penedo Grande, que pode avistar desde a vila de São Bartolomeu de Messines, é, sem sombra de dúvidas, o ponto mais emblemático. Em termos de vegetação, neste local predomina o sobreiro, relembrando que o concelho de Silves foi um dos principais centros corticeiros de Portugal, e também alguns arbustos mediterrânicos como o rosmaninho (Lavandula luisieri), a roselha-pequena (Cistus crispus L.), a murta (Myrtus communis), ou o sargaço (Cistus monspeliensis L.).

 

» LOCAIS DE APOIO E DESCANSO AO LONGO DO PERCURSO

  • Portela de Messines 

 

» MULTIBANCO

  • Alte
  • São Bartolomeu de Messines

 

Contactos Úteis
  • Associação Almargem: (+351) 289 412 959
  • Associação In Loco: (+351) 289 840 860
  • Associação Turismo do Algarve: (+351) 289 800 403
  • Bombeiros Municipais de Loulé: (+351) 289 400 560
  • Bombeiros Voluntários São Bartolomeu de Messines: (+351) 282 339 633
  • Câmara Municipal de Loulé: (+351) 289 400 600
  • Câmara Municipal de Silves: (+351) 282 440 800
  • Centro de Saúde de Alte: (+351) 289 478 174
  • Extensão de Saúde São Bartolomeu de Messines: (+351) 282 339 252
  • GNR de Loulé: (+351) 289 410 490
  • GNR de São Bartolomeu de Messines: (+351) 282 339 246
  • Junta de Freguesia de Alte: (+351) 289 478 200
  • Junta de Freguesia São Bartolomeu de Messines: (+351) 282 339 136
  • Posto de Turismo Municipal de Alte: (+351) 289 478 060
  • Em caso de emergência ligue: 112
  • Se detetar um incêndio ligue: 117

Mais informação?

Descarregue estes ficheiros.
E boa caminhada!

Track GPX: Setor 8 - Alte a São Bartolomeu de Messines
Track KML: Setor 8 - Alte a São Bartolomeu de Messines